quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Revolta


 


 Sinceramente me revoltei ao saber sobre este acontecido, não tem nada mas degradante sobre o ser humano do que sua capacidade, de destruir os outros, nossa capacidade de usar a realidade de alguém de forma destrutiva e mesquinha!
 
Quando ouvi falar neste caso "garoto homossexual suicida" sinceramente pensei "há só mais um que ano suportou a barra de ser quem era" Mas conforme li a reportagem a cima do site UOL, pude perceber que julguei totalmente errado. Como uma pessoa pode pegar a vida de outra desta maneira e expor aos outros por simples "zuaçao", não há um porque para isso, destruir a vida de alguém, este garoto apenas pediu um momento de intimidade não fez por mal, pediu apenas um momento de privacidade.
 
Amar é o sentimento mas valoroso que há neste mundo, não importa de que forma ele venha, não importa por quem ele se manifeste, ninguém tem o direito de ridicularizar o direito de cada um viver sua vida a sua própria maneira. A bíblia diz. " o homem que se deitar com outro homem apenas por malícia, será amaldiçoado e não herdara os reinos dos céus" .Vamos analisar com mais clareza, por "malícia",a bíblia nunca s e refere ao fato de que dois seres humanos de mesmo sexo não terem direito de se amarem, e se por si só, se deitarem por amor num mesmo leito. Então quem nos da o direito de julgar, Discriminar alguém quando o único desejo desta pessoa é amar a outra .
Fomos criados em um mundo onde a lei do homem se sobrepõe ao julgamento divino, discriminamos julgamos matamos em nome de regras estipuladas em maior parte por nos mesmos.
 
O que foi feito a esse garoto, puxa vida ele tinha só 18 anos, uma vida inteira pela frente, primeiro ano de faculdade, tinha todo um futura a frente, o que foi feito há ele é feito a muitos mais sem que saibamos, e isso tem que parar! Antigamente matavam homossexuais como uma doença que tinha que ser eliminada, ela jamais foi uma doença ela somente foi e é uma parte da historia do ser humano.
 
"E espero que que o mundo mude e que o diferente não mais signifique colateral" esta frase foi dita no filme V de Vingança por uma personagem chamada (Vari) ela conta como ´e viver em um mundo por moderno onde os preconceitos são escancarada mente expostos em uma sociedade banhada no medo de uma ditadura. Digo que a dor dela é vista em muitos rostos mesmo em nossa realiadade, o medo é gerado a partir de nossas próprias casas, com nossas próprias famílias que fazem parte desta opressão!
 
Não suporto a ideia que isso aconteça o tempo todo mundo afora, não suporto imaginar quantos jovens mais deverão morrer antes que deixemos nossa crendice alienada de lado, e amemos nossos filhos por quem são não pelo que eles amam.
 
Eu sei que Tyler não foi e não será o ultimo, sei que o mundo ano vai mudar, sei que a morte não é o fim, mas de coração quero dizer que "Tyler, apesar de não te conhecer, de nunca ter tido a oportunidade de conversar com você, de saber seus seu sentimentos mais profundos eu não em importo em dizer que eu te amo do jeito que você foi.

 
Me desculpem a franqueza mas só queria expor minha opinião.





Tyler Clementi

(Molly Wei, Tyler Clementi, Dharun Ravi, vitimas desse desrrespeito)



"Jovem que estudava na Universidade Rutgers, nos EUA, cometeu suicídio depois da divulgação de um vídeo em que aparecia em momentos íntimos com outro homem. Nesta semana Dharun Ravi e Molly Wei, alunos da mesma instituição, foram detidos acusados de espalhar o material. Eles devem ser indiciados por violação da vida privada.

O triste caso começou em 19 de setembro, quando Dharun, que dividia o quarto com Tyler, postou no Twitter: "Meu colega de quarto me pediu o local até a meia-noite. Liguei a câmera do computador e fui para o de Molly. Foi de lá que o vi trocando carícias com outro rapaz". De acordo com a denúncia, os acusados publicaram o vídeo no iChat e o repassaram para outros alunos da universidade.

Tyler Clementi não teria aguentado a humilhação de ter sua intimidade invadida e, três dias depois da publicação do vídeo, se matou pulando da ponte George Washington, que liga Nova York a Nova Jersey. Vou pular da ponte GW, lamento", publicou em sua página no Facebook.
A Universidade Rutgers iniciou uma investigação para apurar o caso. Richard McCormick, diretor da instituição, disse em nota que, se os estudantes forem considerados culpados, "estes atos constituirão uma violação grave dos códigos morais e humanos".



Tyler Clementi tinha 18 anos, tocava violino e havia acabado de entrar na universidade.


                                                          " Reportagem Site UOL"

                                                                         


                                                                   

domingo, 3 de outubro de 2010

Máscaras



Todo mundo tem suas mascaras, suas mentiras seus mundos irreais.. nossa válvula de escape..

Temos que esconder quem somos para sermos aceitos na maior parte do tempo, ou para simplesmente ninguém perceba que na verdade somos apenas Humanos, com sentimentos e tristezas reais, ela ai se torna nossa aliada, nossa protetora.

Não há como fugir disto! é a realidade, nem mesmo aqueles que se dizem muito "transparente", que não devem e nem temem ninguém se escondem  em seu  sua realidade "verdadeira" para fugir da mentira programada que se tornou suas vidas.

Tentamos nos acertar modificar o que realmente somos, sorrimos quando na verdade queremos apenas chorar, ficamos quando nosso maior desejo é sair correndo dali. Mas tudo tem seu limite, existe um ponto que quando chegarmos não se pode subir mais, ou cairemos, quando chegamos a esse ponto temos que enfrentar o orgulho e dar um passo para traz, voltar a sermos quem éramos  mostrar quem realmente somos, deixar transbordar sentimentos, pensamentos anseios.

Fazer valermos por quem somos, pequenos, médios ou altos, brancos, negros ou amarelos, bobos  palhaços ou emotivos temos que ser o que somos, ou acabaremos nos tornando marionetas nas mãos dos outros, temos que parar de nos enganar, deste modo só fazemos há nos mesmo de tolos e criando nossa fortaleza de irrealidade achando que estamos  enganando aos outros.

 Musica :
Evanescence- Evebody's fool ( todo mundo é tolo)


video